Está aqui

António Costa da Silva

COSTA DA SILVA QUER FORTALEZA DE JUROMENHA NA LISTA REVIVE

António Costa da Silva, deputado do PSD eleito por Évora, é um dos subscritores do projeto de resolução que defende a inclusão da Fortaleza de Juromenha no Programa Revive, para concessão a investidores privados e, por essa via, serem recuperados.

Costa da Silva insurgiu-se em janeiro deste ano quando deu conta que a Fortaleza de Juromenha "havia desaparecido" da lista Revive, onde se encontrava inicialmente.

JUSTIÇA INJUSTA

Há poucos dias atrás fui contactado através de mail por um cidadão de Évora para falar sobre questões relacionadas com "Taxas de Justiça" e "Custas Processuais" pelo lesado/vítima, mas também sobre a forma como se processa o Requerimento de Proteção Jurídica – Pessoa Singular.

Este magnifico ato de cidadania merece ser relatado. Obviamente respeitando o anonimato da pessoa em questão.

Passo a descrever de uma forma muito sucinta em várias etapas a situação em concreto:

CRUZEIROS DESACONSELHAM TURISMO EM ÉVORA

A notícia é avançada hoje pela Rádio Diana e foi denunciada por António Costa da Silva, deputado do PSD eleito por Évora, num debate organizado pela SEDES de Évora. Segundo Costa da Silva os operadores de cruzeiro estão a inibir os operadores turísticos de trazer os seus viajantes a Évora, aquando das escalas em Lisboa por razões como "o lixo". "mau funcionamento do Posto de Turismo" e "falta de locais para parar autocarros". Costa da Silva acrescenta ainda a estes motivos "a falta de restaurantes a funcionar ao domingo".

PSD PROPÔS PARAGEM NO ALENTEJO DE COMBOIOS SINES/CAIA, ESQUERDA CHUMBOU

Ps, PCP, PEV e BE chumbaram ontem projecto de resolução do PSD que pedia paragem em três zonas Alentejo de comboios da futura ligação ferroviária de mercadorias Sines/Caia. Este projecto, há cerca de um ano a aguardar na Assembleia da República, obteve apenas o votos favoráveis de PSD, CDS e PAN.

O PSD propunha a paragem dos comboios em Évora, Vendas Novas e na Zona de Mármores, para que as empresas pudessem beneficiar deste transporte.

URGÊNCIA PEDIÁTRICA DO HOSPITAL DE ÉVORA EM RUTURA

Tive conhecimento através de informação prestada por um conjunto de médicos do Hospital Espírito Santo de Évora, sobre potenciais riscos graves de rutura no Serviço de Urgência pediátrica do Hospital Espírito Santo de Évora no mês de julho.

As denúncias apresentadas são as seguintes:

1 - As limitações na contratação de médicos pediatras para o serviço de urgência leva a que durante o mês de julho não exista pediatria escalado em oito períodos de 12 horas;

2 - Esta situação é do conhecimento do Conselho de Administração do Hospital;

PASSOS COELHO HOJE EM BORBA

Hoje, quarta-feira, 14 de junho, pelas 18h00, Pedro Passos Coelho estará presente na apresentação dos candidatos autárquicos do PSD ao distrito de Évora em frente à Câmara Municipal de Borba.

PARA QUE NÃO VOLTE A ACONTECER

A Comissão Europeia confirmou esta semana a saída de Portugal do Procedimento por Défice Excessivo. Em termos práticos, é muito importante sublinhar que o País e os portugueses estão verdadeiramente de parabéns. Foi um esforço muito grande que os portugueses fizeram para se livrar deste espartilho. Dum espartilho onde nunca deveríamos ter entrado.

Portugal esteve os últimos 8 anos sujeito ao Procedimento por Défice Excessivo. Desde 2009 (da então famigerada governação de José Sócrates) que nos encontramos perante as amarras desta complexa exigência.

PEDRO PASSOS COELHO AMANHÃ EM ÉVORA

Amanhã, dia 17 de maio, os sociais-democratas de Évora recebem o líder do partido, Pedro Passos Coelho,  que vem à capital do distrito apoiar a candidatura de António Costa da Silva à Câmara Municipal de Évora.

O encontro decorre na Praça do Sertório, pelas 18h45.

NINGUÉM PODE SER DEIXADO PARA TRÁS

Há poucos dias foi promovida uma iniciativa na Assembleia da República pela Plataforma Portuguesa das ONGD.

Este seminário teve como objetivo dar a conhecer as principais recomendações recolhidas no Processo de Consulta Pública à Sociedade Civil.

Ao estarmos perante uma iniciativa de cidadania (de baixo para cima) torna-a mais relevante e mais objetiva. Enriquece ainda mais o debate.

Muitos contributos da sociedade civil dão força à discussão. As pessoas querem ser ouvidas. As pessoas têm que ser ouvidas.

PROGRAMA DE ESTABILIDADE E PLANO NACIONAL DE REFORMAS: SEM AMBIÇÃO E MAIS DO MESMO

O Governo prossegue o seu caminho autista. O Programa de Estabilidade (PE) e o Plano Nacional de Reformas (PNR) foram feitos sem ouvir o PSD (partido com mais deputados no Parlamento). Curiosamente, um Governo que está sempre a falar de consensos, esquece-se de ouvir a opinião do partido mais representado no parlamento, sobre matérias essenciais para o País. É assim!

De qualquer forma, o Programa de Estabilidade e o Plano Nacional de Reformas não apresentam quaisquer ambições para o País. É mais do mesmo!

Páginas