Está aqui

Fotografia

A CASA DAS ESTRELAS ESTÁ NO ALENTEJO

Já foi inaugurada a Sede da Reserva Dark Sky Alqueva em Cumeada, no concelho de Reguengos de Monsaraz (Évora).

UNIVERSIDADE DE ÉVORA DESCOBRE CORES ORIGINAIS DO MOSTEIRO DA BATALHA

Cinco séculos de vida foram mais que suficientes para desbotar e fazer desaparecer as cores originais da Capela do Fundador do Mosteiro da Batalha, panteão de D. João I, D. Filipa de Lencastre e da Ínclita Geração. A exuberância da cor foi-se perdendo com os estragos das Invasões Francesas, o fim das Ordens Religiosas que preservavam os espaços e os restauros do século passado que foram despindo a Batalha de cor.

GEO FOTO CHEGA PELA PRIMEIRA VEZ A ELVAS

No dia 24 de Setembro, Elvas recebe pela primeira vez o “Geo Foto”: um evento que se realiza a nível nacional e que reúne geocachers de vários sítios do país. A realização deste evento acontecerá no Forte da Graça, um dos pontos mais visitados da cidade alentejana categorizada como Património Mundial.

TURISMO CIENTÍFICO NO ALQUEVA COM AUMENTO DA PROCURA

Desde 2008 que o Dark Sky® promove o turismo científico em Alqueva e atrai cada vez mais visitantes à região, não só para observar o céu, mas também para outras actividades noturnas como passeios a cavalo, passeios pedestres pelas oliveiras milenares, provas cegas de vinho, corridas, canoagem, orientação, observação de aves e da vida selvagem, yoga, fotografia, entre outras.

PAÇO DOS HENRIQUES CONCENTRA ATENÇÕES

Dia 4, domingo, o célebre Paço dos Henriques, em Alcáçovas, concelho de Viana do Alentejo (Évora) – local onde foi assinado o Tratado das Alcáçovas, em 1479, e que terá sido o primeiro passo para a globalização, uma vez que originou a expansão portuguesa -  receberá a cerimónia de inauguração da obra de requalificação e reutilização de que foi alvo este imóvel de interesse público desde 1993.

ÉVORA: EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA SOBRE A VIDA DOS CIGANOS NO ALENTEJO

Por Lídia Mestre

 

O fotógrafo alemão, Adalrich Malzbender, expõe o seu olhar sobre a vida da etnia cigana no Alentejo.

Até ao dia 16 de Outubro, Évora é o palco de uma exposição fotográfica de Adalrich Malzbender. A exposição tem o nome “Caminhantes sem Voz: Fotografias de Ciganos no Alto Alentejo” e, segundo os promotores, foi oferecida pelo fotógrafo Alemão para que o público pudesse captar e admirar o seu olhar sobre a etnia cigana.

ELVAS ALVO DOS FLASHES

No próximo sábado, dia 20, a cidade de Elvas (Portalegre) vai ser o alvo de inúmeros flashes das câmaras fotográficas de muitos interessados. Será a 5ª Maratona Fotográfica de Elvas, uma organização do Museu Municipal de Fotografia João Carpinteiro.

O ponto de interesse e alvo dos fotógrafos será o lendário “Forte da Graça”.

Esta maratona tem por objetivo a promoção da cidade de Elvas e do seu concelho.

A maratona terá início às 10 horas e é necessária inscrição prévia no valor de 10 euros e que inclui almoço para os participantes.

 

“CAMINHANTES SEM VOZ” OS CIGANOS DO ALENTEJO

Já deu a volta ao mundo e recebeu inúmeros elogios e destaques. Agora chega a Évora a exposição “Caminhantes sem voz”, uma exposição de Adalrich Malzbender que retrata os ciganos do norte-alentejano.

Adalrich Malzbender, alemão - médico de formação – apaixonou-se e casou com uma alentejana, natural de Portalegre, e com isso nasceu também a paixão pelo Alentejo; desde as planícies, às aldeias, mas e sobretudo com as pessoas.

CONCURSO NACIONAL DE FOTOGRAFIA EM ODEMIRA

O tema “Turismo em Odemira” vai ser o tema da 8 ª edição do Concurso Nacional de Fotografia, uma iniciativa do Município de Odemira e da Associação Local de Artistas Plásticos Sopa dos Artistas.

Até 28 de agosto os interessados - fotógrafos amadores e profissionais - podem candidatar-se a este concurso que pretende promover e divulgar o concelho, além de estimular este tipo de arte.

“É TÃO GRANDE O ALENTEJO”

Está patente na Biblioteca Municipal de Ourique (Beja), desde do passado dia 1, o projeto “É tão grande o Alentejo”.

Este projeto é uma mostra fotográfica pelos olhos e lentes de nasceu de Tânia Pinto, natural de Ourique, e que revelou que este projeto aparece do seu fascínio e a vontade em fotografar e explorar o vasto e a ruínas vítimas do tempo.

Páginas