28 Março 2017      11:29

Está aqui

SECRETARIA DE ESTADO, DÉFICE E CIMEIRA

Secretário de Estado no Alentejo

Realço naturalmente a visita efectuada ao Alentejo pela Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, onde foi possível juntar esforços, acompanhar e observar no terreno o trabalho desenvolvido pelos jovens e associações juvenis da nossa região.

A iniciativa foi feita em parceria com a FNAJ- Federação Nacional de Associações Juvenis e contou com a cooperação da FRAJAL - Federação Regional das Associações Juvenis do Alentejo e da Direcção Regional do Instituto Português do Desporto e Juventude do Alentejo, resultando num assinalável momento de trabalho conjunto e proximidade entre estruturas de poder central e regional em relação ao movimento associativo juvenil nacional e alentejano.

Défice de 2016 - o mais baixo de sempre

O Instituto Nacional de Estatística (INE) já confirmou - o défice de 2016 é de 3 mil milhões de euros, o equivalente a 2,06% do PIB, sendo o valor mais baixo de sempre desde o início da nossa democracia em 1974.

Além de ser animador em termos de contas públicas, a descida do défice marca duas perspectivas importantíssimas: por um lado, a possibilidade de Portugal sair do Procedimento dos Défices Excessivos (mecanismo da Comissão Europeia que lhe permite ter grande controlo sobre as nossas contas públicas e governo); por outro, a diferença em relação ao passado recente, afirmando claramente que existe outro caminho, que é possível demonstrar seriedade, compromisso e alcance de metas sem austeridade desmedida, perda de direitos de forma injusta e asfixia económica das famílias.

A cereja no topo do bolo nesta matéria seria a diminuição da dívida pública e aumento investimento, aspectos que ainda têm de ser melhorados para atingirmos uma situação plenamente positiva.

Cimeira em Roma

Com o aniversário (60 anos) da criação da CEE como pano de fundo, os líderes europeus reuniram-se em Roma para mais uma cimeira em que se vão tratar 4 pontos essenciais: uma Europa mais segura, próspera, social e forte no panorama internacional.

É importante serem desenvolvidos estes pontos para o futuro da União Europeia, tanto no sentido de mostrar força e estabilidade a todos os que a ameaçam (grupos fundamentalistas, nacionalismos, etc.), como no fortalecimento da união após o Brexit.

No entanto, é também necessário ter em consideração todas as realidades e especificidades entre os membros, porque há divergências legítimas e estas devem ser levadas em linha de conta. O caminho europeu é muito interessante e traz inúmeros benefícios, mas se insistirmos em ir para a frente sem incluir todos com os mesmos critérios de justiça, não há união que resista.  

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.