30 Agosto 2017      10:48

Está aqui

GLOSSÁRIO DOS TEMPOS MODERNOS

Com a “Silly Season” de 2017 a terminar, deixo este pequeno glossário dos tempos modernos.

COLABORADOR: Peça de engrenagem produzida em série usada em máquinas de produção de riqueza. Normalmente, estas peças de engrenagem são descartadas antes do prazo de validade e têm como destino final o desemprego. O mesmo que funcionário ou trabalhador, no sentido figurado o mesmo do que pobre.

CORRUPÇÃO: Vírus potente e invisível às autoridades, dotado duma capacidade de replicação surpreendente. Este agente infeccioso aloja-se preferencialmente no estado e alimenta vários tipos de poder.

DEMOCRACIA: Sapato feito sob medida que cobre a maioria do pé. Calçado raro utilizado exclusivamente por aqueles que conduzem a maioria que caminha descalça e às escuras por uma estreita e pedregosa trilha.

DIREITO: Alimento indispensável para sobrevivência e conservação da sociedade humana. É distribuído em generosas porções aos grandes e poderosos e em quantidades ínfimas ao povo. Em virtude da má distribuição e devido à sua natureza regulatória deteriora-se facilmente.

ESPERANÇA: Substância volátil e rara, sujeita a períodos de escassez. Emana essencialmente no seio do povo despromovido de poder. Tem a particularidade de ser resistente e imune ao ar contaminado exalado por narinas que exercem domínio ou autoridade.

FELICIDADE: Erva aromática exótica raríssima. Esta erva aromática cresce como uma planta perene e é muito procurada pela humanidade devido aos seus fins ornamentais.

GOVERNO: Orquestra de realejos limitada ao número de participantes, constituída por instrumentos musicais manejados por meio de uma manivela que resistem a qualquer tipo de variação harmónica. Cantilena que entorpece o povo e o submete à mesma dança.

INDIGNAÇÃO: Tipo de enzima que se fixa no cérebro e que intensifica a raiva e o rancor. A disseminação da enzima ocorre essencialmente nas redes sociais, onde é distribuída em dose subliminar de ódio.

JUSTIÇA: Indumentária opaca e sofisticada que se ajusta apenas ao corpo de alguns. Quem a enverga, automaticamente, deixa de se preocupar com a maioria que está nua.

LIBERDADE: Fármaco anti-inflamatório com efeito analgésico. Indicado para aliviar dores moderadas e leves de sujeição. Previne a inflamação local causada pela febre de obediência. Não tome sem consultar o seu opressor.

PATRÃO: Proprietário da máquina de produção de riqueza. Aquele que descarta as peças de engrenagem antes do prazo de validade. No sentido figurado o mesmo do que rico.

PODER: Estado de ansiedade incontrolável que afecta fundamentalmente a razão. É, também, o estado característico daqueles que acreditando na sua imortalidade se acham no nobre dever de subjugar os outros por toda a eternidade.

SOLIDARIEDADE: Tipo de antibiótico usado para tratar todo o tipo de maleitas e enfermidades. Devido aos seus efeitos nocivos para as finanças públicas, o estado aplica-o em doses mínimas ao povo e em sobredosagem à banca e aos grandes grupos económicos.

Imagem de capa de Rafael Bordalo Pinheiro "O Dia de Hoje" , em O António Maria.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.