23 Janeiro 2021      11:06

Está aqui

Eleições presidenciais - saiba onde votar amanhã

Realizam-se amanhã as Eleições Presidenciais 2021. 

Estas eleições ocorrem, em circunstâncias normais, num ciclo de 5 em 5 anos, escolhendo os portugueses aquele que será o Presidente da República.

Neste cargo, Portugal teve já teve vários nomes ilustres da nossa História. Numa República iniciada em 1910, foi Teófilo Braga o primeiro a assumir o cargo e sucederam-se Manuel de Arriaga, novamente Teófilo Braga, Bernardino Machado, Sidónio Pais (assassinado no decurso do mandato), Canto e Castro, António José de Almeida, Manuel Teixeira Gomes, novamente Bernardino Machado, Cabeçadas Júnior e Gomes da Costa. António Carmona foi presidente até 1951, quando teve início o Estado Novo com António de Oliveira Salazar, Craveiro Lopes, Américo Tomás e António de Spínola, até 1974. No pós 25 de abril, Costa Gomes, Ramalho Eanes, Mário Soares, Jorge Sampaio e Cavaco Silva assumiram o cargo, sendo o atual presidente Marcelo Rebelo de Sousa.

Mas estas eleições revestem-se de dificuldades acrescidas criadas pela situação pandémica e pelo Estado de Emergência em vigor. Estas circunstâncias levaram a que o planeamento deste ato eleitoral não tivesse quaisquer precedentes e que, além de todas as regras habituais de uma eleição nacional, tenha que, em simultâneo, ser assegurado o cumprimento de todas as regras sanitárias impostas pelas autoridades de saúde.

Assim, e segundo informações do Ministério da Administração Interna, foram feitas várias alterações - que constam da Lei Orgânica n.º 4/2020, de 11 de novembro - entre as quais a possibilidade de desdobramento das assembleias de voto das freguesias com um número de eleitores sensivelmente superior a 1.000 (anteriormente eram 1.500 eleitores), através da sua divisão em secções de voto, por iniciativa da junta de freguesia ou da câmara municipal.

Foram constituídas 12.450 secções de voto, 12.273 em território nacional e 177 no estrangeiro, o que corresponde ao empenhamento de 62.250 membros de mesa e na modalidade de voto antecipado em mobilidade, que decorreu no passado domingo, foram constituídas 675 secções de voto.

Para assegurar a segurança sanitária do ato eleitoral, foram adquiridos e distribuídos os seguintes equipamentos de proteção individual: 134.840 pares de luvas, 337.100 máscaras cirúrgicas, 101.842 embalagens de gel de 500 ml e 67.420 viseiras, num total de 120 toneladas de material profilático.

Amanhã, quando for votar, deve ter atenção quatro medidas essenciais: utilizar máscara; manter a distância de segurança enquanto aguardam pela sua vez de votar; desinfetar as mãos; utilizar caneta própria.

Para saber onde vota, basta enviar um sms grátis para o número 3838, com a mensagem "RE (espaço) número de CC/BI (espaço) data de nascimento=aaaammdd", ou na internet, através do site www.recenseamento.mai.gov.pt

 

Do boletim de voto constarão os seguintes nomes: Eduardo Baptista; Marisa Matias; Marcelo Rebelo de Sousa; Tiago Mayan; André Ventura; Vitorino Silva; João Ferreira e Ana Gomes.

 

O nome de Eduardo Baptista constará no primeiro lugar no boletim, mas como a candidatura não foi admitida pelo TC, serão considerados nulos quaisquer votos que obtenha.

 

Conheça os candidatos:

Marisa Matias – é a candidata pelo Bloco de Esquerda; tem 44 anos e é socióloga e eurodeputada eleita pelo BE desde 2009, sendo também dirigente do partido. Foi candidata do BE à Câmara Municipal de Coimbra, em 2005. Já foi candidata nas presidenciais em 2016, e ficou em terceiro lugar, com 10,12% dos votos, sendo a melhor resultado de sempre de uma mulher.

Marcelo Rebelo de Sousa – com 72 anos, é professor catedrático jubilado; foi comentador político na rádio e na televisão. É o atual presidente e foi eleito com 52% dos votos. De 1996 e 1999, foi presidente do PSD e é apoiado pelo partido e também pelo CDS-PP.  Foi deputado à Assembleia Constituinte em 1975, secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros e ministro dos Assuntos Parlamentares. Presidiu ainda às assembleias municipais de Cascais e Celorico de Basto.

Tiago Mayan – é apoiado pela Iniciativa Liberal à Presidência da República, partido do que ajudou a fundar. Advogado e com 43 anos, foi militante do PSD e esteve envolvido nas campanhas e movimento “Porto, o Nosso Partido” de Rui Moreira

André Ventura – o líder do Chega, partido que o apoia, tem 37 anos e é professor universitário e deputado. Foi militante do PSD e candidato à Câmara Municipal de Loures, em 2017,

Vitorino Silva – mais conhecido como “Tino de Rans”, tem 49 anos, e é calceteiro. Já foi presidente da Junta de Freguesia de Rans (Penafiel) pelo PS e candidato independente às Câmaras Municipais de Valongo e Penafiel, além de, nas últimas presidenciais, ter conseguido 3,28% dos votos.

João Ferreira – é o candidato do Partido Comunista Português (PCP). Com 42 anos, é biólogo, eurodeputado e vereador na Câmara Municipal de Lisboa, além de membro do Comité Central comunista.

Ana Gomes - jurista e diplomata, com 66 anos, foi chefe da missão portuguesa na Indonésia durante o processo de independência de Timor-Leste. Militante do PS, foi eurodeputada de 2004 a 2019.

 

 

Imagem de presidencia.pt

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.