12 Abril 2016      15:20

Está aqui

EDUCAÇÃO NÃO É PARA TODOS

Imaginemos que temos um problema de saúde. O que podemos fazer? Dirigir-nos a um hospital ou centro de saúde e certamente ninguém nos negará tratamento, seja ele bom ou mau.

Imaginemos que nos deparamos com um problema social – desemprego, agregados familiares, etc. – o que podemos fazer? Contactar a segurança social e certamente uma resposta existirá, seja ela adequada, boa ou má, mas existe!

Imaginamos que somos vítimas de um assalto, temos um acidente, etc. O que podemos fazer? Dirigir-nos às forças de segurança mais próximas e estas certamente terão uma solução para nos apresentar, o mesmo acontecerá se forem necessárias instâncias judiciais, ainda que demorado, existe uma solução.

Imaginemos que precisamos de estudar. O 43.º artigo da Constituição Portuguesa diz que “é garantida a liberdade de aprender”, no entanto esta ideia é ainda reforçada no artigo 73.º dizendo “Todos têm direito à educação e à cultura”. Friso: “todos”! Agora imaginemos que uma pessoa fora da idade escolar quer estudar e se dirige a uma escola pública – o que poderá esta escola ter para oferecer, principalmente tendo em conta que esta pessoa até pode ter um grau superior de formação mas que a educação é uma necessidade intrínseca. Se todos temos direito à educação porque não existem respostas diferenciadas e adequadas a todos? Afinal todos temos direito à educação mas só em idade escolar? Ou temos que pagar propinas ou taxas para afinal termos acesso a essa educação? Sem ser ensino universitário (que exige uma frequência prolongada com vista à obtenção de um grau académico e requer pagamento de propinas) que respostas existem? A Educação não se reduz à obtenção de graus académicos, ou pelos vistos na nossa realidade é restrita apenas à idade escolar (18 anos) complementada posteriormente pela frequência universitária!

Não temos direito a renovar os nossos conhecimentos? A actualizar as nossas competências profissionais? A aprender coisas novas? Não temos direito a aprender sem nos ser impingido um diploma? E a aprendizagem ao longo da vida?

Por favor, alguém me diga a que escola me devo dirigir de forma a obter uma resposta educativa que sirva os meus interesses e que se enquadre nos artigos da constituição de direito à educação pública? Eu preciso de estudar, é uma necessidade que colmato de uma forma auto-didacta.

Afinal, a educação não é para TODOS! Talvez seja até para aqueles que menos a querem e que são obrigados a cumprir programas para levar um diploma para casa que até pode nem servir para nada!

Enfim, incongruências da nossa realidade!

Imagem de capa daqui.

CAPTCHA
Image CAPTCHA
Escreva o caracteres que vê na imagem do lado direito.